SUPREMA | Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora - FCMS/JF 

Notícias

Suprema debate interação da equipe multiprofissional na atenção básica da família

09 de novembro de 2017

Suprema debate interação da equipe multiprofissional na atenção básica da família

A Suprema discutiu na manhã de hoje, a interação da equipe multiprofissional na atenção básica e o direito à família. Com uma mesa redonda composta por diversos profissionais, e sendo comandada pela Coordenadora do curso de Farmácia e Coordenadora de Ensino da Suprema, Soraida Sozzi Miguel, o evento abordou temas relacionados ao Sistema Único de Saúde (SUS).


O debate faz parte da Semana de Articulação Interdisciplinar, metodologia ativa de aprendizagem, na qual os alunos são divididos em grupos e estimulados a participarem de ações que envolvam o conhecimento técnico e prático em prol de uma causa. Neste momento, foi discutido o caso de uma família atendida por uma Unidade Básica de Saúde (UBS) em Juiz de Fora.


"A Semana de Articulação Interdisciplinar é uma semana institucional em que nós paramos a Faculdade para trabalhar assuntos ligados, não só ao biológico, mas também ao sócio-psico-ambiental dos estudantes em relação à um caso disparador. Este caso, especificamente, é um caso de uma família que foi retirada de uma UBS, Vale Verde, em que trabalhamos questões biológicas, como o pré-natal", comenta Soraida.


Ainda de acordo com a docente, a mesa redonda também debateu assuntos relacionados ao direito da família. "Trabalhamos ainda com questões sociais como a adoção. Para isso, realizamos hoje essa conversa que tem profissionais de várias áreas, que compreendem bem o SUS, especialmente do programa de saúde da família. E finalizando, tivemos uma assistente social da Vara de Infância e Juventude de Juiz de Fora que conversou com os alunos os aspectos sobre o direito à família", esclarece Soriada.


A Semana de Articulação propicia ao discente a visão mais ampla do caso e o prepara para trabalhar em equipe. "Não se aprende a trabalhar em equipe através dos livros. A gente só aprende a trabalhar de forma integrada, na prática. São estudantes do primeiro período que estão vivenciando pela primeira vez como uma equipe de saúde de profissionais que eles serão, como trabalham em equipe sob um determinado aspecto", explica a docente.


Soraida diz que é importante os alunos participarem da Semana de Articulação e dos debates promovidos pela Suprema, pois isso influencia na formação acadêmica dos estudantes. "O primeiro aspecto é com relação aos próprios estudantes. É a visão de um mundo que eles não conhecem. É uma realidade que muitos não conhecem, então este é o primeiro impacto sobre a realidade da população brasileira. E essa é uma função da Suprema, mostrar para eles, ou formá-los para que eles sejam ou estejam aptos a atuar para a comunidade, para a sociedade brasileira. Eles começam a enxergar as necessidades e começar a fazer a sua formação profissional".


Para a Faculdade, elaborar mesas redondas e promover discussões, gera uma maior visibilidade. "Com essas ações, a Suprema traz para dentro de seu campus profissionais da população, da comunidade, que atende estas pessoas, que passam suas experiências para os nossos estudantes. É uma forma de nós aproximarmos o serviço do acadêmico, da formação acadêmica. Com os docentes também é relevante para eles sentirem que isso não fica só papel, e que nós fazemos todo um trabalho para que esses estudantes tenham essa formação voltada para atender as necessidades da população", coloca Soraida.


"O indivíduo não é fragmentado, ele é um ser biológico, psicológico, social e ambiental. Então todos estes aspectos fazem dele um ser saudável ou não-saudável. Então, a equipe multiprofissional tem essa vantagem para o paciente, ou para a população, porque vê aquele indivíduo não como uma pessoa que tem uma patologia, mas uma pessoa que necessita de um ambiente saudável para ser uma pessoa saudável. A equipe multiprofissional tem a capacidade de ver o indivíduo como um todo, e não um indivíduo em partes", conclui a professora.

 

Entre os expositores, estavam presentes:
• Maria Aparecida Beta - Cirurgiã Dentista;
• Valéria Cristina Miranda da Silva - Enfermeira;
• Maria Angélica Vieira - Farmacêutica;
• Natália de Souza Abreu - Fisioterapeuta;
• Luiz Geraldo Soranço - Médico.
• Alessandra Costa Campos - Assistente Social.

 

Articulação é realizada com todos os estudantes da instituição de forma multidisciplinar, onde eles terão a oportunidade de interagir com áreas distintas da saúde em prol de uma mesma causa. Para mais informações ligue para (32) 2101-5054 ou pelo e-mail comunicacao@suprema.edu.br.

 

 

 

(32) 2101.5000

Alameda Salvaterra, nº 200, Bairro Salvaterra, CEP 36.033-003 - Juiz de Fora MG

VEJA ABAIXO COMO CHEGAR